Praia do Chapéu Virado

Colonos portugueses fabricavam no local, chapéus com abas denominadas beiras. Para alguns historiadores a expressão “chapéu beirado” teria se convertido, com a pronúncia portuguesa, em “chapéu birado” e depois “chapéu virado”. Outra possibilidade é a da possível corruptela cabocla que identificava a beira como a parte virada do chapéu. Nesta praia, no século XIX, membros do movimento Cabano, entrincheirados, resistiram contra as forças do opressor e em defesa da liberdade dos paraenses derramaram seu sangue. Ela está voltada para a baia do Marajó.

Fechar Menu